A Sociedade Brasileira de Biologia Celular SBBC surgiu para agregar investigadores envolvidos nas diferentes áreas de atividade da então emergente Biologia Celular, estabelecer laços interativos para a troca de informações e, atuar também como fórum de transferência do conhecimento gerado por diferentes grupos de trabalho no país.

A primeira reunião da Sociedade se concretizou em 1978, em São Paulo, contando com a liderança do Prof. Dr. Luis Carlos Uchoa Junqueira. Desde então, a Sociedade vem realizando, a cada 2 ou 3 anos, Congressos, que são conhecidos pela marcante participação de estudantes e uma ativa proposta de divulgação de conhecimento.

Até o momento foram realizados 15 Congressos e 7 Simpósios, em São Paulo, SP (I, 1978); Rio de Janeiro, RJ (II, 1980); São Paulo, SP (III, 1982); Belo Horizonte, MG (IV, 1984); Rio de Janeiro, RJ (V e III Iberoamericano de Biologia Celular, 1986); Brasília, DF (VI, 1988); São Paulo, SP (VII, 1990); Curitiba, PR (VIII, 1993); Águas de Lindóia, SP (IX, 1996); São Paulo, SP (I Simpósio, 1998); Santos, SP (X, 1999); Goiânia, GO (II Simpósio, 2000); São Paulo, SP (III Simpósio, 2001), Porto Alegre, RS (XI, 2002); Rio de Janeiro, RJ (III Simpósio, 2003); Campinas, SP (XII, 2004); Petrópolis (Simpósio, 2005), São Paulo (Simpósio- “São Paulo Research”, 2005), Búzios, RJ (XIII, 2006), São Paulo (XIV, 2008), Búzios RJ (SIMEC 2009), São Paulo (XV, 2010). Além destes eventos, foram organizados também vários Simpósios (Biologia do Desenvolvimento 2001 e 2003; Interação Materno- Fetal, 2003 e 2007) sob a chancela da S.B.B.C..

Em 1990, a partir de uma iniciativa do Prof. Gregório Montes, na época Presidente da SBBC, a Sociedade foi registrada e passou a existir como entidade jurídica representativa de seus associados, regida por um estatuto. Em 1999, por consenso plenário o estatuto foi atualizado e com base neste a atual SBBC tem o compromisso de: – divulgar e inserir a sociedade na comunidade científica nacional e internacional, – estabelecer uma rede associativa entre seus membros e outros interessados na área e, – consolidar-se como fórum de referência seja para divulgar, transferir ou discutir conhecimento, seja para participar no treinamento e formação de recursos humanos. Em 2004, o estatuto foi novamente modificado em função do novo código civil do País.

O site de contos eroticos mostra contos lesbicas, contos gays, fetiches, entre outros deliciosos contos, venha leia, sinta-se avontade, tudo isso no contoseroticosvips.com